Staging - Sistema FAEP/SENAR-PR

Importações de soja da China caíram 11,26% em fevereiro

Segundo o serviço alfandegário, o país asiático importou 4,26 milhões de toneladas de soja em grão em fevereiro de 2015, 11,26% menos que no mesmo mês do ano passado

SÃO PAULO – A China importou 4,26 milhões de toneladas de soja em grão em fevereiro, segundo o serviço alfandegário do país, 11,26% menos que no mesmo mês do ano passado. Do total, 4 milhões foram provenientes dos Estados Unidos, o que também significa um recuo de 13,42% na comparação anual.

O restante foi importado do Canadá e da Rússia, sendo que as compras deste último país, embora representem um volume pequeno, cresceram vertiginosamente (6.990%), para 65,9 mil toneladas. Da América do Sul, incluído o Brasil, não aparece nenhuma importação na tabela divulgada pela alfândega do país asiático.

Já as compras chinesas de óleo de soja somaram 1,79 mil toneladas, com recuo anual de 98,65%. E as importações de farelo cresceram 156,58%, para 6,86 mil toneladas, quase que exclusivamente fornecidas pela Índia.

De milho, a China importou 602,95 mil toneladas em fevereiro, com crescimento anual de 25,68%. O maior fornecedor do grão foi a Ucrânia, com 574 mil toneladas.

As importações chinesas de trigo somaram 130,2 mil toneladas, com queda anual de 77,5%. E as compras de cevada cresceram 171,11%, para 929 mil toneladas.

As compras de açúcar do país recuaram 24% no mês, para 123,91 mil toneladas. E, por fim, as importações de algodão caíram 35%, para 157,07 mil toneladas.

Fonte: Valor Econômico

André Amorim

Jornalista desde 2002 com passagem por blog, jornal impresso, revistas, e assessoria política e institucional. Desde 2013 acompanhando de perto o agronegócio paranaense, mais recentemente como host habitual do podcast Boletim no Rádio.

Comentar

Boletim no Rádio

Galeria | Flickr

  • AX4A2022
  • AX4A2020
  • AX4A2016
  • AX4A2014
  • AX4A2015
  • AX4A2010
  • AX4A2011
  • AX4A2008
  • AX6A2625

Boletim no Rádio